SSP apresenta primeiros resultados de grupo que investiga morte de policiais

13/09/2014 - 16:44 |

 

REDAÇÃO

Cinco homens, envolvidos nos latrocínios de três policiais, foram apresentados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) esta semana. As prisões são resultado das primeiras ações do Grupo Especial de Investigação à Morte de Policiais, criado pela SSP no segundo semestre deste ano, após uma série de assassinatos de agentes da lei. O grupo é integrado por equipes da Delegacia de Homicídios e setores de inteligência da secretaria e das polícias Civil e Militar.

De acordo com o relatório preliminar, divulgado na sexta-feira (12), as investigações revelaram que os crimes não estão ligados entre si. Rogério Silva Soares, de 19 anos, e Eduardo Marques dos Santos, de 21, apresentados esta semana, assassinaram o PM Valmir do Carmo do Espírito Santo, em uma pizzaria, na estrada do Derba, em Santo Amaro, Região Metropolitana de Salvador, em 26 de maio de 2013. O soldado era lotado na 10ª Companhia Independente de Policia Militar (CIPM)/Santo Amaro. A dupla foi presa no bairro da Federação, durante operação conjunta com a polícia Militar.

Já André Luis da Silva Nascimento, de 24 anos, e seus comparsas, Carlos Diram Silva Machado e Alexsandro Borges da Silva Anunciação, ambos de 20 anos, foram identificados como os autores da morte do policial civil Jorge César de Castro Pereira, 55, lotado na 13ª Delegacia (Cajazeiras).

Jorge foi morto durante um assalto no interior de um galpão, na Estrada Velha do Aeroporto, no dia 23 de julho deste ano.

Alexsandro também estava com a prisão decretada pela Justiça por envolvimento na morte do policial militar Clóves Silva da Paixão, 47, lotado na 52ª CIPM, morto no dia 14 de julho , quando tomava café numa padaria no bairro do Caji, em Lauro de Freitas.

Alexandro tinha um mandado de prisão temporária em aberto e foi capturado junto com os comparsas, na última semana. Todos os presos foram encaminhados ao sistema prisional da capital baiana. As investigações devem prosseguir, de acordo com a secretaria.

TAGS: