Recadastramento de imóveis de Salvador pode ser feito em escolas municipais

19/08/2013 - 8:31 |

 

REDAÇÃO

 

A partir desta segunda-feira (19), as escolas municipais que dispõem de laboratórios de informática vão colocar os equipamentos à disposição para que proprietários possam realizar o cadastramento e recadastramento de imóveis em Salvador.

O recadastramento tem como objetivo atualizar o cadastro da Secretaria Municipal da Fazenda para planejar melhor a execução de serviços públicos em todas as áreas de atuação do poder público municipal e ampliar a base dos contribuintes que estão isentos do pagamento de IPTU.

A meta é englobar cerca de 1,1 milhão de inscrições imobiliárias e o processo vai até o dia 30 de setembro de 2013.

Para garantir o maior número de cadastramento ou recadastramento, diretores das unidades de ensino estão sendo orientados a abrir os laboratórios de informática para que esse procedimento seja realizado.

“Nos casos de laboratórios que estão sem internet, já estamos resolvendo o problema junto à Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel). Nos próximos dias, essas unidades estarão capacitadas para a realização do procedimento”, informou o secretário de Educação, Jorge Khoury.

O cadastramento e recadastramento imobiliário são obrigatórios para todos os cidadãos que possuem imóvel na capital baiana, isentos ou não do pagamento do IPTU, e também para os síndicos ou administradores de condomínios.

Quem não efetuar o processo pagará multa de R$ 412,62 e não terá direito a benefícios e isenções. O cadastramento e recadastramento também podem ser feitos pelo site www.recadastramento.salvador.gov.br.