Poeira de cometa no céu do Rio

17/10/2015 - 11:06 |

 

REDAÇÃO

Foto: Divulgação

Cerca de trinta anos após sua última aparição pela órbita da Terra, em 1986, o cometa Halley ainda encanta e mexe com o imaginário das pessoas. Especialistas afirmam que fenômeno visto nos céus do Rio de Janeiro esta semana é resquício da “poeira” do astro.

O rastro de poeira tem sido visto por moradores de diversas localidades da capital fluminense. De acordo com astrônomos do Observatório Nacional, no Rio, o que as pessoas estão relatando é apenas uma chuva  de meteoros Orionídeaso, cujo ápice da aparição se dará na próxima quarta-feira (21).

Ainda de acordo com os pesquisadores, o que causa espanto neste caso é a intensidade do clarão provocado pelo fenômeno, que é maior que o registrado normalmente em chuvas de meteoros. Afirmam ainda que, não se trata de algo passando pela terra, e sim de um movimento comum do planeta em direção ao local onde a poeira está em órbita.

Os especialistas descartam ainda qualquer possibilidade de um desses corpos celestes se chocar contra a terra. “Eles são feito de matéria pouco resistente e não há qualquer risco de colisão”, explicam.

Coqueluche na década de 1980, a passagem do cometa Halley ocorre uma vez a cada 75-76 anos, e só deve retornar à órbita terrestre no ano de 2061.

 

TAGS: