Prefeitura vai isentar terreiros

16/01/2016 - 10:56 |

 

REDAÇÃO

Foto: Valter Pontes/Agecom-PMS

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou que a prefeitura dará imunidade tributária e o perdão das dívidas com a administração municipal para cerca de 300 terreiros na cidade.

O anúncio ocorreu na sexta-feira (15), durante solenidade de assinatura do certificado de tombamento do conjunto monumental do terreiro Hunkpame Savalu Vodun Zo Kwe, também conhecido como Vodun Zô, no bairro da Liberdade, um dos mais tradicionais da capital baiana.

Esta é uma ação inédita realizada pela Prefeitura, por meio da recente Lei de Preservação do Patrimônio Cultural do Município. Na ocasião, também foi anunciada a instalação de uma creche para atender às crianças da localidade.

É um reconhecimento de que os terreiros são templos religiosos, assim como as igrejas católicas e evangélicas. Não é um justo que um local onde se profetiza a fé não se tenha esse tratamento. A partir de agora, a imunidade tributária garante que não vão pagar impostos, que não vão receber o carnê do IPTU, por exemplo”, explicou o prefeito.

A oficialização do ato está prevista para acontecer na próxima quinta-feira (21). A medida é válida para os templos religiosos que já fizeram o cadastramento dos terreiros e comunidades de matriz africana na capital, promovido por meio da Secretaria Municipal da Reparação (Semur) em 2015.

Vodun Zô – Dentre as justificativas para o tombamento do terreiro estão problemas com a especulação imobiliária, invasão de com derrubada de árvores, dificuldade de manutenção das instalações físicas e depredação do terreno da fonte. O critério raridade do culto também foi levado em consideração, já que o Vodun Zô é o único da nação Jêje Sawalu, mantendo originais os ritos dessa linhagem, bem como o dialeto africano Ewe-Fon preservado nas expressões, cânticos, rezas e no cotidiano dessa comunidade.

TAGS: