João Ubaldo ganha memorial

21/01/2016 - 15:03 |

 

REDAÇÃO

 

Foto: Divulgação

Considerado um dos maiores nomes da literatura brasileira, o escritor baiano João Ubaldo Ribeiro (1941-2014) será homenageado com a instalação de um memorial na Biblioteca Juracy Magalhães Jr., na cidade de Itaparica, na ilha do mesmo nome, onde nasceu.

A inauguração do memorial será no próximo sábado (23), data que coincide com o aniversário de 75 anos de nascimento do escritor, autor das renomadas obras Viva o Povo Brasileiro e Sargento Getúlio. A cerimônia está marcada para as 19h e reunirá frequentadores da biblioteca, amigos e familiares do homenageado.

A diretora da biblioteca, Soraia Alves, explicou que a ideia de criar o memorial se deu pela representatividade que João Ubaldo possui no Brasil e em Itaparica, sua cidade natal.  “Por ser um homem erudito, inteligente e de pensamento livre, ele projetou essa cidade para o mundo em nome do amor que tinha por esse chão e seu povo como um excelente contador de histórias com poder encantatório”, destacou.

Pessoas próximas a João Ubaldo revelam que ele tinha um carinho especial pelo espaço de leitura. “Dizem que João amava muito esse lugar. O memorial será instalado na sala onde ele traduziu uma de suas melhores obras, Viva o povo brasileiro, para o inglês.  Ele era frequentador assíduo da biblioteca. Chegava aqui quando ainda não estava aberta, se trancava na sala e lá começava a escrever. Fatos curiosos que vão ser compartilhados no evento”, ressaltou Soraia.

Busto na praça - O Memorial será composto por objetos pessoais doados pela família, manuscritos, correspondências e outros itens. A expectativa é de que a nova instalação seja ferramenta capaz de contribuir para levar a população local e veranistas a conhecer algumas peculiaridades da história de João Ubaldo e das memórias de Itaparica.

No evento, a população de Itaparica poderá fazer um tributo ao escritor, que também exerceu funções na área acadêmica e no jornalismo. Na Praça Virgílio Damásio, um busto feito pela artista plástica Ivana Leme será inaugurado às 17h. Além disso, haverá apresentação musical de artistas locais, coquetel, bate-papo e projeção de vídeo.

De Itaparica para o mundo – João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro morreu vítima de embolia pulmonar no dia 18 de julho de 2014, em sua casa no bairro do Leblon, Rio de Janeiro. Ele ocupou a cadeira nº 34 da Academia Brasileira de Letras. Entre as suas obras mais famosas estão Viva o povo brasileiro, A arte de roubar galinhasSargento Getúlio, O sorriso do lagarto e A casa dos budas ditosos.

Em 2008, ganhou o prêmio Camões, considerado o mais importante da literatura de língua portuguesa. Além de escritor, Ubaldo era jornalista, roteirista e professor. Formou-se em direito pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), mas nunca exerceu a profissão de advogado. Entre outras atividades, foi professor da Escola de Administração e da Faculdade de Filosofia da Ufba,  e da Escola de Administração da Universidade Católica do Salvador (Ucsal). Foi repórter, redator, chefe de reportagem e colunista do Jornal da Bahia; colunista, editorialista e editor-chefe da Tribuna da Bahia.

Ao longo da carreira, João Ubaldo ganhou diversos prêmios literários, entre eles duas edições do Jabuti (1972 e 1984), como melhor autor e melhor romance do ano; Prêmio Anna Seghers (Alemanha, 1996); Prêmio Die Blaue Brillenschlange (Suíça) e Prêmio Camões (2008).