João Henrique estreia no rádio

26/08/2013 - 12:08 |

 

REDAÇÃO

João Henrique (Foto: Divulgação)

O ex-prefeito de Salvador João Henrique inicia nesta segunda-feira (26) nova etapa da pavimentação de sua candidatura a governador (que almeja) ou a deputado federal (se a primeira não der certo) nas eleições de 2014, pelo PSL, partido ao qual deve filiar-se nos próximos dias.

Às 18h, horário nobre do rádio, ele estreia como âncora do programa Papo Livre com João, na Rádio 100 (FM 100.7), antiga sintonia da CBN e que está agora sob o comando do deputado federal Marcos Medrado (PDT).

Graduado em economia – com pós-graduação em desenvolvimento econômico – João Henrique fez um curso de radialismo na Unirb, durante um ano e um mês, com aulas quinzenais no fim de semana, num total de 800 horas-aula, a um custo de R$ 4.550. Com isso, ficou habilitado a pedir o registro de radiaista profissional.

A entrada do ex-prefeito no radialismo baiano foi cercada de sigilo. Tanto que ele optou por fazer estágio numa emissora de rádio de Sergipe, a Rádio Joven Pan de Aracaju. Enquanto isso, fez contato com várias emissoras de Salvador, em busca de espaço para um programa próprio, até fechar um acordo com a rádio de Marcos Medrado.

A proposta do programa Papo Livre com João, que será transmitido de segunda a sexta-feira, das 18h às 19h, é discutir os problemas da cidade com debates, entrevistas e participação de ouvintes. Ainda não está definido, porém, se o microfone será aberto para os ouvintes ou se a participação deles será pré-gravada e editada.

João Henrique deixou a prefeitura, após oito anos de gestão, com uma péssima avaliação. Por diversas vezes foi apontado, em pesquisas, como o pior prefeito das capitais brasileiras. Até agora, teve duas contas – 2010 e 2011 – reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios e rejeitadas pela Câmara Municipal.  Ajudou a eleger o atual prefeito, ACM Neto (DEM), mas vem sendo apontado pela nova administração como responsável pela crise financeira da prefeitura e pelo estado de abandono em que deixou a cidade.

TAGS: