Gerente é preso por racismo

23/11/2015 - 18:23 |

 

REDAÇÃO

Foto: Reprodução/Google Maps

O gerente do restaurante “Garota da Tijuca”, localizado na Zona Norte da capital carioca foi preso em flagrante, por injúria racial, após dar bananas a funcionários de um depósito de bebidas que entregavam mercadorias no estabelecimento.

O crime ocorreu justamente durante o feriado do Dia da Consciência Negra, comemorado na última sexta-feira (20).

De acordo com a denúncia feita pelos agredidos, Ascendino Correia Leal, gerente da casa, ofereceu as frutas aos rapazes – que são entregadores de bebidas – alegando ser uma forma de “homenagem” ao Dia da Consciência Negra.

“Ele foi em cada um de nós e ofereceu as bananas e disse que era em homenagem ao Dia da Consciência Negra. E ainda completou que ‘é uma para cada um que vocês, que são todos da mesma raça”, disse uma das vítimas.

Segundo a polícia, Ascendino foi libertado ainda na sexta-feira, após pagar multa de R$ 800. “Ele ainda responderá por injúria racial e pode pegar de um a três anos de prisão, além de multa”, explica o delegado que cuida do caso, Celso Gustavo Castello Ribeiro.

 

TAGS: