‘É preciso conviver com a seca’

22/09/2014 - 18:23 |

 

REDAÇÃO

Lídice da Mata (PSB) apresentou propostas para a região do Semiárido baiano, durante encontro nesta segunda (22). “A convivência com a seca na Bahia um exemplo de sustentabilidade”, disse a candidata ao governo do estado.

O uso racional da água e a preservação das matas nativas são medidas que todo sertanejo baiano incorporou à sua rotina, pois o povo do Semiárido já tem plena consciência da pauta da sustentabilidade ambiental, ressaltou a candidata, durante o “Fórum de Desenvolvimento Local Sustentável de Canudos”.

Para o evento, foram convidados os três principais candidatos ao governo do estado – Lídice, Rui Costa e Paulo Souto -, mas somente ela compareceu ao evento, que reuniu representantes de 63 entidades da região e 30 professores universitários.

Propostas - Dentre as propostas de seu programa de governo para o Semiárido, Lídice ressalta a que inclui a construção de barragens e a criação do corredor ecológico para recuperar e proteger as matas nativas nas margens do Rio São Francisco. Ela também defendeu a construção do eixo-sul do projeto de transposição do São Francisco.

Lídice lembrou ainda que, como senadora, já havia destinado R$ 1,1 milhão do orçamento da União para serem aplicados na revitalização do Açude Cocorobó e na modernização do perímetro irrigado do Rio Vaza Barris. O dinheiro, contudo, não foi aplicado e acabou se perdendo.

“Lá, a irrigação usa um sistema obsoleto, de inundação, que gera desperdício de água, quando outras áreas usam o sistema de gotejamento, que economiza mais água”, explicou Lídice.

TAGS: