Casa dos Sete Candeeiros

15/05/2013 - 9:46 |

 

REDAÇÃO

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) inaugura nesta quarta-feira (15) a Casa do Patrimônio, que funcionará na Casa dos Sete Candeeiros, centenário solar no Centro Histórico de Salvador, totalmente recuperado.

O edifício, de grande valor arquitetônico foi construído no século XVII, estava fechado e passou por reforma nos últimos dois anos, no valor de R$ 1,5 milhão. O local foi a primeira sede do Iphan na Bahia.

Após intervenções, a Casa dos Sete Candeeiros ganhou uma sala de projeção com um auditório para cem lugares, o Núcleo de Bens Móveis e Integrados e o Laboratório de Restauração, todos climatizados e com elementos de acessibilidade.

A cerimônia de inauguração será às 15h30 com a presença da presidente do Iphan, Jurema Machado que cumpre agenda de três dias na capital baiana, do superintendente do Iphan na Bahia, Carlos Amorim, e autoridades estaduais e municipais.

Na ocasião ocorrerá também o lançamento do livro Guia Lírico de Rio de Contas, de Ester Trindade (Ed. Oiti , 144 páginas), uma homenagem à memória da cidade de Rio de Contas e da Chapada Diamantina.

A Casa dos Sete Candeeiros foi tombada pelo Iphan em 1938 e sua denominação deve-se aos sete lampiões de azeite que nela se penduraram por ocasião da estadia da corte de D. João VI, como forma de iluminar melhor o ambiente. A casa nobre tem forte caráter defensivo, com robustez nas paredes e raras aberturas no pavimento térreo.

TAGS: