Polêmico Mauro Ricardo

22/02/2014 - 15:09 |

 

REDAÇÃO

Mauro Ricardo (Foto: Valter Pontes/Agecom)

Um dos mais polêmicos secretários do prefeito ACM Neto (DEM), Mauro Ricardo (Fazenda) está de volta ao noticiário político em função de declarações feitas em defesa da nova legislação que estabeleceu o reajuste do IPTU: ele afirmou que “infelizmente não se pode mais colocar as pessoas no Pelourinho para pagar as suas dívidas”. Este assunto agora é tratado na Justiça, observou, durante entrevista à emissora Itapoan FM.

Um onda de repúdio ecoou nos meios políticos baianos, com indignadas reações dos deputados petistas Nelson Pelegrino, Luiz Alberto e Marcelino Galo.

Para Pelegrino, Mauro Ricardo deveria ser imediatamente demitido por exaltar símbolo da escravidão. “É uma afronta à cidade, onde mais de 80% da população é afrodescendente”, afirmou o deputado.

O presidente da Frente Parlamentar pela Igualdade Racial da Câmara dos Deputados, o baiano deputado federal Luiz Alberto (PT), também repudiou as declarações feitas pelo secretário Mauro Ricardo: “Comentário extremamente racista, típico de um escravocrata conservador…”.

Ao comentar o assunto, neste sábado (22), o deputado Marcelino Galo disse que “a administração de ACM Neto tenta se vender muito bem embalada por propaganda, mas diz a verdade a que veio pelos auxiliares mais importantes do prefeito, como Mauro Ricardo com sua declaração racista e Silvio Pinheiro, que atua no reordenamento da cidade como um higienista”.

Nelson Pelegrino - Foto: Leonardo Prado

LEIA MAIS:

OAB-BA divulga nota de repúdio às declarações do secretário Mauro Ricardo

 

TAGS: