PM de Feira de Santana retoma rotina após nova paralisação

19/04/2014 - 16:27 |

 

REDAÇÃO

Policiais militares do município de Feira de Santana, distante 108 quilômetros de Salvador, decidiram retornar às atividades, na tarde deste sábado (19), após cerca de 18h de paralisação, em protesto iniciado após a prisão do líder do movimento grevista da categoria no estado, vereador Marco Prisco (PSDB), preso ontem, na Costa do Sauípe, pela Polícia Federal.

Contrários à prisão do vereador, policiais militares do município decidiram pela paralisação das atividades de rotina, na madrugada deste sábado (19). De acordo com as informações, os PMs estão aquartelados e avisam que só retornariam ao trabalho após a libertação do líder grevista, mas foram convencidos pelo comandante de Policiamento Regional Leste (CPRL), coronel Adelmário Xavier, em reunião ocorrida na sede da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares em Feira (Aspra).

Mesmo retornando às atividades, os policiais feirenses programam uma mobilização em favor do vereador preso, às 13h da próxima terça-feira (22), no centro da cidade.

No início da manhã deste sábado, lideranças da Aspra em Salvador divulgaram nota reiterando o fim das manifestações e garantindo que a categoria é favorável à manutenção da ordem pública.

Durante os dois dias de greve, Salvador registrou 53 mortes, e Feira de Santana, 46. Para garantir a segurança da população feirense durante a nova paralisação, cerca de 500 homens do 25º Batalhão de Infantaria foi designado para patrulhar as ruas do município.

Leia também:

Aspra afirma ser contra o retorno da greve da PM em retaliação à prisão de Marco Prisco

TAGS: