PF investiga fraude de 1,4 milhão da Previdência em Salvador

12/10/2016 - 10:00 |

 

REDAÇÃO

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos nessa segunda-feira (10), para a coleta de provas em investigação de combate a organização criminosa que realizava fraudes à Previdência Social, em Salvador. De acordo com a Polícia Federal (PF), o grupo atuava desde 2013 e os prejuízos causados aos cofres do benefício chegam a R$ 1.400.000,00 (um milhão e quatrocentos mil).

Conforme investigações da Operação “Grade de Papel”, a quadrilha realizava a prática obtendo concessões de benefícios de auxílio-reclusão, devido a presos que possuem dependentes, valendo-se de documentos falsos como certidões judiciais de cumprimento de sentenças e certidões de nascimento.

Ainda segundo a PF, os investigados serão indiciados nos crimes de estelionato previdenciário e formação de quadrilha, previsto no art. 171 § 3 e art. 288 – do Código Penal. As penas chegam até cinco anos de reclusão.

TAGS: