Ministro do TCU recomenda rejeição das contas do governo

2/10/2015 - 17:28 |

 

REDAÇÃO

Augusto Nardes (Foto: Valter Campanato/ABr)

Se depender do parecer do ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), as contas do governo da presidente Dilma Rousseff relativas ao ano de 2014 serão rejeitadas. Relator do processo no tribunal, Nardes foi categórico: “as contas não estão em condições de serem aprovadas pelo Congresso Nacional”. O ministro já encaminhou o documento aos demais membros da corte, que julgarão o balanço contábil do governo a partir das 17h da próxima quarta-feira (7).

Caberá à corte julgar se seguirão o voto do relator pela rejeição da defesa apresentada pelo Palácio do Planalto. Em caso de aceitação pela maioria dos ministros, a rejeição das contas servirá de combustível para um eventual pedido de impeachment da presidente da República pelo crime de responsabilidade.

Desequilíbrio - Ainda segundo o parecer de Augusto Nardes, houve no ano passado um grave comprometimento do equilíbrio das contas públicas em razão de irregularidades cometidas na gestão fiscal.

Nardes afirma ainda que, dentre os grandes erros do governo registrados no último exercício, chamam a atenção as chamadas “pedaladas fiscais”, quando o governo atrasava o repasse de recursos do Tesouro Nacional a bancos públicos, de forma a forçar com que as instituições arcassem com despesas obrigatórias – como nos casos dos programas sociais – com dinheiro próprio.

 

TAGS: