Governadores buscam alternativas para enfrentar a crise

22/03/2016 - 17:47 |

 

REDAÇÃO

Foto: Camila Peres/Gov-Ba

Diante da necessidade urgente de retomar o crescimento dos estados reuniram-se, nesta terça-feira (21), em Brasília, governadores de todo o país. No encontro, foram discutidas medidas para estimular o desenvolvimento e a geração de emprego.

Para o governador da Bahia, Rui Costa, a reunião permitiu uma rápida análise do pacote fiscal anunciado pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, na segunda-feira, com ênfase nas propostas que têm reflexo direto no caixa dos estados.

A prorrogação da dívida dos estados com a União por 20 anos, com o desconto de 40% na prestação das parcelas durante dois anos, a renegociação da dívida dos estados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) e a criação de fundo de previdência estadual foram os destaques do encontro.

Empréstimos - Rui defendeu mais uma vez a liberação de empréstimos como uma medida necessária para o desenvolvimento da Bahia e assinalou que seguirá com o pleito junto ao governo federal, a quem cabe a autorização.

De acordo com o governador, o Estado da Bahia tem feito as economias necessárias e possui limite de endividamento de mais de R$ 4 bilhões.

Ainda nesta terça-feira, os gestores conversaram com lideranças do Congresso Nacional, onde tramitará a maior parte das propostas anunciadas no pacote fiscal. Participaram da agenda em Brasília 22 representantes dos estados, entre governadores e vices.

 

TAGS: