Ministra Rosa Weber assume relatoria do pedido de habeas corpus para o ex-presidente Lula

21/03/2016 - 17:36 |

 

REDAÇÃO

Rosa Weber - Foto: José Cruz/ABr

A ministra Rosa Weber vai relatar o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao do Supremo Tribunal Federal. A redistribuição foi feita em novo sorteio, após o ministro Edson Fachin se declarar impedido para julgar o habeas corpus, por ter relação pessoal com um dos signatários da ação. A defesa de Lula apresentou o recurso para derrubar a decisão do ministro Gilmar Mendes que barrou a posse do ex-presidente na Casa Civil.

A petição da defesa do ex-presidente Lula foi endereçada ao presidente do STF, Ricardo Lewandowski, no domingo (20). No entanto, na manhã desta segunda-feira, Lewandowski decidiu distribuir o habeas corpus eletronicamente, por entender que o assunto não é de competência da presidência do Tribunal. Ao declarar-se suspeito, Fachin devolveu o recurso à presidência da Corte.

No dia 4 de março, Rosa Weber negou pedido da defesa do ex-presidente para suspender as investigações da 24ª fase da Operação Lava Jato, que envolve Lula. No recurso, os advogados de Lula pediram que as diligências fossem suspensas até que o Supremo decidisse sobre o conflito de competência sobre as investigações.

Para a defesa, as investigações não poderiam prosseguir porque o Ministério Público de São Paulo e o Ministério Público Federal no Paraná, no âmbito da Lava Jato, investigam os mesmos fatos.

Grampo - A ministra foi citada por Lula em dos grampos telefônicos autorizados pelo juiz Sérgio Moro. Na conversa com o então ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, Lula questionou ao amigo se Weber não poderia pedir a “Ela” – supostamente a presidente Dilma Rousseff – para “ver o negócio da Rosa Weber”.

Leia trecho da conversa grampeada:

“Mas viu querido, ‘Ela’ tá falando dessa reunião. Ô Wagner eu queria que você visse agora, falar com ‘Ela’, já que ‘Ela’ tá aí, falar o negócio da Rosa Weber, que tá na mão dela pra decidir. Se homem não tem saco, quem sabe uma mulher corajosa possa fazer o que os homens não fizeram”, disse o ex-presidente.

 

TAGS: