Departamento de Saúde de Nova York confirma três casos de zika vírus e país reforça alerta

23/01/2016 - 11:33 |

 

REDAÇÃO

Três pessoas apresentaram resultado positivo para o vírus zika na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. As três viajaram para o exterior, para regiões onde a doença causada pelo mosquito Aedes aegypti se propaga rapidamente, informou o Departamento de Saúde de Nova York, sem especificar quais nações foram visitadas.

As autoridades sanitárias norte-americanas acrescentaram ainda que uma pessoa está totalmente recuperada e que as outras duas apresentam melhora em seus quadros de saúde.

Na sexta-feira (22), as autoridade de saúde dos EUA estenderam o alerta de viagem para que mulheres grávidas evitem 22 destinos na América Latina e Caribe devido ao vírus zika, responsável pelo aumento do casos de microcefalia em bebês na região.

O alerta havia sido divulgado no dia 16 de janeiro, pelo Centro de Prevenção e Controle de Moléstias (CDC) dos EUA.

Além do Brasil, a recomendação – considerada de Nível 2 em uma escala cujo maior risco é representado pela classificação 3 –, vale para Colômbia, El Salvador, Guiana Francesa, Guatemala, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Suriname, Venezuela e Porto Rico.

 

TAGS: