Cassação de Eduardo Cunha é defendida por 77% dos brasileiros, diz nova pesquisa do Datafolha

10/04/2016 - 12:18 |

 

REDAÇÃO

Eduardo Cunha (Foto: Marcelo Camargo / ABr)

Nova pesquisa Datafolha mostra que 77% dos brasileiros defendem a cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os contrários à cassação somam apenas 11%, segundo o levantamento, divulgado pela Folha de S. Paulo neste domingo (10).

Os índices apurados nesta nova rodada de pesquisa são próximos aos observados na anterior, feita em março, quando os favoráveis à cassação do peemedebista somaram 80% e os contrários, 8%.

Segundo o Datafolha, o índice mais alto de apoio à cassação foi registrado em dezembro passado: 82%.

O novo levantamento revela que a taxa de apoio à cassação de Cunha é maior entre os que têm renda familiar mensal de mais de cinco até dez salários mínimos (88%), entre os mais ricos (94%), entre os mais escolarizados (84%) e entre os homens (82%).

Quanto à possibilidade de Cunha renunciar, 73% declararam que ele deveria deixar o cargo, 15% que ele deveria permanecer na função e 12% não opinaram – um quadro de estabilidade em relação à pesquisa realizada no mês passado.

A nova pesquisa Datafolha também revelou que quatro em cada dez brasileiros (41%) reprovam o desempenho do Congresso Nacional – a pior taxa registrada para os congressistas eleitos em 2014.

Ainda segundo a pesquisa Datafolha, a maioria dos brasileiros (55%) acredita que a Operação Lava Jato irá investigar até o fim os políticos envolvidos em casos de corrupção. Mas uma parte significativa da população (38%) avalia que a operação poderá parar sem chegar a nenhum resultado.

De acordo com o levantamento, o trabalho do juiz Sergio Moro na Operação Lava Jato é aprovado por 64% dos brasileiros, praticamente o mesmo patamar verificado no mês de março (65%). Para 16% dos entrevistados, o desempenho de Moro é regular (em março, eram 15%), e 13% desaprovam o desempenho do juiz (no levantamento de março, 11%). Não opinaram, 8%.

TAGS: