Salvador registra queda de 19,7% na ocorrência de crimes violentos

24/07/2014 - 17:19 |

 

REDAÇÃO

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

O número de crimes violentos – homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte – teve redução de 19% em Salvador, no mês de junho. De acordo com a secretaria estadual de Segurança Pública (SSP), o número representa 102 casos a menos em relação ao último relatório divulgado. Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), houve diminuição de 7,5%, o equivalente a 62 ocorrências em relação ao mesmo período do ano passado.

Julho - De acordo com a SSP, na primeira quinzena de julho, a queda no número desse tipo de crime na capital ficou em 32,1% (36 casos a menos ), enquanto na RMS o índice subiu 21,4%, com 34 registros a mais em comparação ao igual período de 2013.

Os dados foram apresentados ao governador Jaques Wagner, nesta quinta-feira (24), junto com o balanço das atividades de segurança pública na Copa 2014, durante a reunião do Comitê Executivo do Programa Pacto pela Vida, na sede do Ministério Público, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Segundo o secretário Maurício Barbosa (SSP), o aumento do número de homicídios era registrado há dez anos e só começou a reduzir em 2011. “No ano de 2012 e em 2014, há períodos em que essa tendência de queda não foi verificada, notadamente durante as greves da Polícia Militar”.

Copa do Mundo - Os resultados do planejamento para o período de Copa do Mundo e de pesquisas realizadas sobre o Mundial de Futebol destacaram a segurança pública na Bahia e a Arena Fonte Nova como as mais bem conceituadas do país. Para o governador, as pesquisas são um reconhecimento à organização baiana e à integração entre os órgãos públicos estaduais, municipais e federais.

“Quero externar meu orgulho e meu agradecimento a todos os que trabalharam neste processo, não apenas durante o mundial. Foi um planejamento que vem desde antes da Copa das Confederações de 2013”, avaliou.

Do total de 346 ocorrências envolvendo turistas, a maior parte foi no Centro Histórico (181), seguido da Barra, (34). Os picos de incidência ocorreram nos dias de jogos e festas de São João. No caso de furtos, 37 foram registrados em dias de jogos e 185 nos dias em que não houve partidas em Salvador. As ações contra os cambistas resultaram na apreensão de 263 ingressos que eram vendidos ilegalmente e na detenção de 70 pessoas envolvidas.

TAGS: