OAS gastou R$ 1 milhão em obras de tríplex para presentear Lula, diz MP

10/03/2016 - 16:57 |

 

REDAÇÃO

Promotor Cássio Conserino, do MP de São Paulo, detalha denúncia contra Lula (Foto: Reprodução)

O promotor Cássio Conserino, do Ministério Público do Estado de São Paulo, detalhou, nesta quinta-feira (10), a denúncia feita na quarta-feira contra dezesseis pessoas – entre elas o ex-presidente Lula da Silva, a esposa dele, dona Marisa Letícia, o filho mais velho do casal Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, e mais 13 investigados.

Todos são acusados dos supostos crimes de ocultação de bens, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, a empreiteira OAS bancou R$ 1 milhão em reformas no apartamento que seria entregue ao ex-presidente.

Durante a coletiva, o promotor fez questão de frisar que a denúncia envolvendo Lula não tem motivações políticas. Acompanhado dos também promotores José Carlos Blat e Fernando Henrique Morais de Araújo, Conserino disse também que tenta protocolar a denúncia há algumas semanas, procedimento que vinha sendo atrasado por meio de medidas protelatórias da defesa dos acusados.

Durante a conversa com jornalistas na sede do MP, os promotores se recusaram a falar sobre um provável pedido de prisão do ex-presidente. Mas anunciaram que, condenados por lavagem de dinheiro estão sujeitos a penas que variam de 3 a 10 anos de reclusão. Já quem for considerado culpado pelo crime de falsidade ideológica está sujeito a uma pena de 1 a 3 anos.

Denúncia - Segundo os promotores, o ex-presidente deverá responder pelos crimes de ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro. Já dona Marisa e Lulinha estão sendo acusados por Lavagem de dinheiro. Dentre os denunciados pelo MP estão ainda o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, acusado de ter cometido o crime de estelionato 2.357 vezes contra clientes da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). Já Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, teria cometido o mesmo crime por 812 vezes.

Além de Lula, seus familiares, Vaccari e Pinheiro, o MP denunciou ainda executivos e funcionários da OAS e da Bancoop. Segundo os promotores, a OAS assumiu o controle do condomínio Solaris – localizado na Praia de Astúrias, em Guarujá – no ano de 2009, por conta da crise financeira que atingiu a Bancoop.

Sobre a propriedade do imóvel, os promotores do MP paulista disseram ainda que dezenas de testemunhas, tanto da OAS, como da Bancoop, afirmaram que o ex-presidente seria o principal beneficiado com o empreendimento, cuja documentação identifica a OAS como proprietária. Caso a Justiça aceite a denúncia, o ex-presidente passa a ser réu em ação criminal.

Segundo os procuradores, dona Marisa adquirira uma cota para um apartamento simples, em 2004, mas a OAS decidiu reformar um tríplex para presentear o ex-presidente. Durante a coletiva, os promotores explicaram ainda que a questão envolvendo o tríplex foi dividida.

Quanto ao questionamento do ex-presidente, sobre o fato de Lula estar sendo investigado pela Operação Lava Jato e pelo MP de São Paulo, os procuradores esclarecem que a atribuição do MP se restringe ao crime de incorporação imobiliária, falsidade ideológica, estelionato e tudo aqui que tange à aquisição dos apartamentos da Bancoop e OAS.

Segundo Conserino, o Ministério Público Federal e a Operação Lava Jato investigam indícios de corrupção referentes ao que tem dentro do paramento, bem como a aquisição do sítio em Atibaia.

“Sobre o empreendimento da Bancoop no Guarujá, todas as reuniões para acertos ilegais, bem como falsidade ideológica, estelionato e depósitos ilegais foram feitos na capital paulista, o que está sob a jurisdição do MP de São Paulo”, explica o promotor.

Confira a lista de denunciados pelo MP-SP:

1) José Aldemário Pinheiro Filho, “Léo Pinheiro”

2) Igor Ramos Pontes

3) Fábio Hori Yonamine

4) Luigi Petit

5) Telmo Tonolli

6) Roberto Moreira Ferreira

7) Vítor Levindo Pedreira

8) Carlos Frederico Guerra Andrade

9) Marisa Letícia Lula da Silva

10)Luís Inácio Lula da Silva

11) Fábio Luís Lula da Silva

12) João Vaccari Neto

13) Ana Maria Érnica

14) Vagner de Castro

15) Ivone Maria da Silva

16)Letícia Achur Antonio

 

 

TAGS: