Dilma critica abertura de impeachment e diz que confia em Michel Temer

5/12/2015 - 16:29 |

 

REDAÇÃO

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Durante o lançamento oficial do plano para combater o mosquito Aedes aegypti, no Recife, a presidente Dilma não foi poupada de questionamentos sobre o pedido de impeachment acolhido na semana passada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e afirmou ter “total confiança” no vice, Michel Temer, seu provável sucessor em caso de afastamento.

“Espero integral confiança do Michel Temer, e tenho certeza que ele a dará. Eu o conheço como político, como pessoa e como grande constitucionalista”, disse a presidente.

De acordo com a mandatária, não há fundamento para o processo de impeachment aberto pela Câmara dos Deputados. “Nós estamos tranquilos, porque não existe fundamento para o meu processo de impeachment, já repeti várias vezes. Não cometi nenhum ato ilícito, não usei indevidamente o dinheiro público, não usei o dinheiro público para contemplar meus interesses, não tem nenhum recurso que recebi de qualquer processo que não seja o meu trabalho ou a minha família, nunca depositei dinheiro na Suíça”, reforçou a presidente.

Eliseu Padilha - A presidente comentou também a possível saída de Eliseu Padilha da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. “Eu me esforcei bastante durante a reforma ministerial para manter o Padilha no governo”, disse.

“Eu ainda não sei se o ministro Padilha tomou uma decisão definitiva porque ele não conversou comigo. Eu aguardo, eu não tomo uma posição sobre coisas que eu não consigo entender inteiramente. Quando eu entender, eu digo o que eu penso”.

Na sexta-feira (4), o ex-deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) informou que o ministro Padilha deverá deixar a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República nos próximos dias. Segundo ele, o ministro “já entregou a sua carta de demissão”.

 

TAGS: